quinta-feira, 19 de maio de 2011

Séries Inesquecíveis - Dinastia

Para além das novelas brasileiras, nos anos 80 víamos novelas americanas.
As chamadas soap opera levavam o american way of life a todo o mundo, e a Portugal chegou a troika.

Calma, não é esta, do nosso descontentamento financeiro.
Referia-me às séries "Dallas", "Dinastia" e "Falcon Crest".

Ou, como poderia corrigir Paulo Portas, um triunvirato para entreter serões dedicados ao sofá.

Hoje recordamos a "Dinastia".

Era considerda a série rival de "Dallas".
As duas falavam sobre as intrigas e os romances de famílias dedicadas ao petróleo.

E se na série com nome de cidade, "J.R." era o centro das atenções, aqui tinhamos a matriarca "Alexis Carrington", a ainda bela Joan Collins, nos seus cinquenta e tal anos à época.
A ainda mais bela e igualmente madura Linda Evans, John Forsythe e a estonteante Catherine Oxenberg foram outros actores que participaram na série, entre 1981 e 1989.

Rock Hudson, galã de Hollywood, acabou por morrer nas filmagens da sua curta participação na série. O actor estava na fase terminal da sua luta contra a SIDA.

A série, que esteve para se chamar "Oil" ("Petróleo"), tinha muito do luxo que marcou a década de 80, jóias, carros, roupas e penteados exóticos.

Durou 9 temporadas, e foi ainda feito um filme em 1991, para acertar as pontas a uma história mal contada, no seu final.

A história de "Dinastia" não era por aí além, mas então porque a série aparece logo nestas primeiras postagens da "Máquina"?

As razões estão apenas relacionadas com o seu fantástico tema de abertura, que nunca mais saíu da minha cabeça.
Ora, ouça lá outra vez.

Um comentário:

Úrsula Iosca disse...

O VIDEO NÃO FUNCIONA.